Está Na Altura De Mudar a Sua Vida

by | Apr 24, 2017

Está infeliz com o seu emprego. Está a pensar despedir-se e começar a atualizar o seu Currículo para procurar outro emprego.

Quer arranjar outro emprego na área em que tem experiência, mas num ambiente de trabalho diferente.  E acredita que a partir daí acabam os seus problemas no trabalho, que a sua vida será melhor.

Uma vez que está aqui e que está a pensar deixar o seu emprego, aproveite para ver esta oportunidade para pensar realmente nisto. Acha que a sua vida vai ser realmente melhor por se despedir e por passar a trabalhar num novo ambiente?

Às vezes não tem outra alternativa senão admitir para si próprio que não vai ser feliz enquanto estiver preso a um emprego. Mas a resposta é simples: você não nasceu para trabalhar para outras pessoas!

Porque é que eu digo isto? Continue a ler.

Veja os oito sintomas que seguem. Se se identificar com mais de três destes sintomas, deve ponderar seriamente se deve arranjar outro emprego novamente. O que se passa é que na realidade já não se trata de mudar de emprego, trata-se é de mudar a sua vida!


Mudança

Tempo de Fazer

Coisas Novas

Nunca é Tarde

Para Mudar a Sua Vida

1. Está sempre à espera de Sexta-Feira

À Segunda-Feira já está a pensar que nunca mais é Sexta. Detesta os Domingos à noite. Significa que no dia seguinte vai trabalhar e ter que aturar o seu chefe e o mau ambiente que tem de trabalho.

Vai trabalhar na Segunda-Feira perfeitamente desmotivado. Segunda e Terça custam imenso a passar, os dias nunca mais acabam. Quando chega Quarta-Feira é um alívio, já está em contagem decrescente para Sexta-Feira. Os dias passam mais rápido e a esperança do fim de semana aumenta.

A Sexta-Feira quase não conta porque é como se já estivesse com um pé no fim de semana.

É isto que se passa consigo?

Sim, na verdade a Sexta-Feira é o melhor dia da semana para quem tem um emprego. Mas a vida pode ser divertida em todos os dias da semana desde que trabalho em algo de que realmente gosta.

Se realmente só se sente feliz ao fim de semana, penso que está na altura de pensar seriamente no seu estilo de vida e considerar fazer algumas alterações.

 

2. Passa a maior parte do fim de semana a descansar

Está sempre à espera do fim de semana para descansar. Acha que trabalhou demasiado durante a semana. Trabalhou pelo menos 40 horas e passou cerca de 2 horas por dia em deslocações para casa e para o emprego. Sente-se exausto e sem força.

Claro que merece descansar e acordar mais tarde pela manhã ou dormir a sesta. Não lhe apetece sair nem fazer nada. Só lhe apetece ficar enrolado no sofá ou na cama a ver televisão.

Se costuma sentir-se assim, acredito que esteja mesmo exausto. Sem dúvida que precisa de descansar mais.

Não há problema nenhum em passar o fim de semana em casa a descansar. Mas acha que consegue recuperar do seu cansaço acumulado ao fim de semana?

Você está cansado física e psicologicamente. Certamente precisa de mais horas de sono diariamente para o seu corpo recuperar. Mas acha que o sono é suficiente para recuperar psicologicamente? Quando se chega a um ponto de exaustão, mesmo depois de uma longa noite de sono, a nossa mente não acorda fresca ou recuperada.  Por isso não lhe apetece fazer nada aos fins de semana, apenas ficar na cama ou no sofá a ver filmes.

Apesar de tudo, este não é o pior cenário. Pior que isto é não conseguir deixar de pensar nos problemas do trabalho todo o fim de semana e continuar com o stress da semana.

3. Está sempre pronto para tirar férias

Toda a gente adora férias. É a única altura na sua vida em que pode programar os dias inteiros como quiser.

Está sempre a olhar para o calendário e a ver quando serão as próximas férias.

Estar de férias é divertido e excitante e é ótimo para desligar do trabalho e reduzir o stress. No entanto, quantos dias de férias pode planear por ano? 24 ou 25?

É lamentável que apenas possa sentir-se sem stress, recuperado e feliz durante  15 dias duas vezes por ano.

Claro que estar de férias é ótimo, mas melhor ainda é construir uma vida que nos permita estar felizes sempre, durante todo o ano e não apenas durante algumas semanas, quando estamos de férias.

4. Não há nada que o interesse muito

Tem algum hobby? Há alguma coisa que goste muito e que o apaixone? Quanto tempo consegue dedicar ao seu hobby ou àquilo que gosta?

Talvez tenha tido um hobby, mas esqueceu-o por falta de tempo. Hoje em dia as pessoas não têm muito tempo para dedicar a um hobby. Se não tem um hobby não há problema nenhum, mas de certeza há alguma coisa a que gostaria de se dedicar se tivesse oportunidade e tempo.

Normalmente, todas as pessoas precisam de ter um hobby fora da sua atividade e da sua rotina profissional. É uma forma de se sentirem bem com elas mesmas, satisfeitas, felizes, preenchidas, manterem a forma física e de se sentirem saudáveis.

Se não tem um hobby, pense um pouco nisto. O que o levou a deixar de fazer o que gosta? Não tem tempo? Nem disposição?

Procure algo de que gosta na sua vida e tente dedicar algum tempo a isso. Se continuar a manter sempre a mesma rotina, dia após dia, ano após ano, nunca vai encontrar aquilo que gosta.

Olhe para dentro de si próprio e faça uma reflexão sobre aquilo que você é, sobre os seus pontos fortes, e as áreas que lhe interessam.

5. Você não está focado nas suas prioridades

Claro que o dinheiro é importante para pagar as contas. Mas se lhe perguntarem qual é a coisa mais importante na sua vida, penso que a maior parte das pessoas responde a mesma coisa: a família!

Percebe o que quero dizer? A maior parte das pessoas passa a maior parte do seu tempo nos seus empregos, a recuperar do cansaço acumulado, que se repete, dia após dia, mês após mês e ano após ano.

É fácil cairmos na rotina, dedicarmo-nos às coisas menos importantes na vida e esquecermo-nos do que realmente importa. Para vivermos uma vida feliz é necessário estarmos focados e insistir na nossa perspetiva e nas nossas prioridades. 

Vive a sua vida em função da sua principal prioridade?

Se se focar naquilo que realmente é mais importante para si, a vida será muito mais sorridente e gratificante. Se não se está a focar no que para si é importante, então está na altura de fazer algumas mudanças na sua vida.

 

6. Acha que os outros têm uma vida melhor que a sua

Quando vê as fotos giríssimas que os seus amigos partilham nas redes sociais, sente alguma inveja por achar que têm uma vida melhor que a sua?

Podem até ser coisas simples, como um jantar de amigos num restaurante giro, fotos de um desporto que praticam, terem uma promoção no emprego, etc…parece que a vida deles brilha e a sua não.

Sente que os seus amigos têm experiências que você gostava de ter. Tem uma sensação de desejo interior de ter o que eles têm. Sente uma voz dentro de si que lhe diz que era excecional se lhe acontecesse o mesmo que aos seus amigos.

Se às vezes tem este tipo de sentimentos, pergunte a si próprio porque é que quer o que os outros têm e quais são os seus motivos.

Vai haver sempre algo melhor do que aquilo que você tem. Não há nada que possa ter que o faça sentir bem se achar constantemente que há algo melhor do que isso.

Não faça comparações com os outros. Não tenha inveja deles, foque-se naquilo que é importante para si e aproveite para se inspirar nas suas vidas.

7. Quando está no seu emprego, não vê a hora de chegar a casa 

Antes do almoço, olha várias vezes para o relógio para controlar a hora de intervalo do almoço. Na verdade, a sua ansiedade não é porque tem fome.  O almoço é apenas uma desculpa para sair dali.

Depois de almoço, deixa passar uma ou duas horas e depois o ritual de olhar para o relógio sucede-se. Não vê a hora de sair do emprego e ir para casa. Só o facto de sair dali já é reconfortante, mesmo que depois demore muito tempo a chegar a casa no trânsito ou em transportes públicos.

Limita-se a desempenhar a sua função no seu horário de trabalho e não pretende fazer horas extraordinárias gratuitas para ninguém!

 

8. Deixou de aprender

O que faz nos seus dias de descanso? Se tem um hobby ou algo que adora fazer, aproveita para fazê-lo? E se não tem, o que faz?

Uma das coisas mais comuns que acontece à maior parte das pessoas é que deixam de aprender quando têm um emprego. Sentem-se demasiado confortáveis e não fazem nenhum esforço em aprender coisas novas.

Você passa a maior parte do tempo a trabalhar. Deixou de ter tempo para se focar no que realmente importa e passa o tempo preocupado com relatórios, a opinião do seu chefe, dos seus colegas, o salário no fim do mês e à espera do fim de semana.

Tem tanto com que se preocupar na sua vida que deixou de ter curiosidade sobre outros assuntos, deixou de ter interesse em outras áreas que não conhece nem procura conhecer.

A aprendizagem é o cerne do nosso progresso pessoal. Nós adquirimos novos conhecimentos, habilidades e novos valores que vamos descobrindo ao longo da vida.

É a base do desenvolvimento humano. Se acha que parou de aprender, não se esqueça que nos dias que correm é muito fácil aprender e é bastante acessível. Através da internet pode aprender o que quiser sem ter que pagar para isso. Já não tem desculpa para não aprender!

 

A vida começa onde termina a sua zona de conforto

A vida é demasiado curta para passar anos sem ser vivida no seu potencial. Se acha que está pronto para mudar de vida, eu incentivo-o a começar a dar alguns pequenos passos para poder vir a ter a vida que quer viver.

Mesmo atrás da sua zona de conforto está o que você procura: crescer, mudar e viver a sua vida com paixão. Mas para chegar lá vai precisar de uma coragem enorme. Contudo, se decidir que deixar o seu emprego é a melhor decisão, tem outras opções em aberto.

Leia outros artigos que lhe podem dar algumas opções, se quiser deixar o seu emprego:

– Quer Deixar o seu Emprego? Precisa de Um Plano!

– 10 Razões para Deixar o seu Emprego

– Odeia o seu emprego? Não é o único!

– Como ganhar dinheiro com o ebay

– Como ganhar dinheiro com o Amazon

– Como Ganhar Dinheiro em Casa

Há alguma coisa que incomoda a sua vida e da qual se quer ver livre? O que faria para mudar a sua vida? Gostava muito de ouvir a sua opinião. Por favor deixe a sua mensagem em baixo!

Se acha este artigo útil, por favor partilhe-o com os seus amigos!